Busca

sábado, 29 de janeiro de 2011

Pontos Turísticos pouco convencionais (parte 04): O chuveirão da CESAMA

Se você está em Juiz de Fora certamente precisa conhecer aquela que muitos consideram a maior “obra de arte” da cidade! Um verdadeiro monumento, como nunca se viu em toda a história da humanidade juizforana.

A primeira vista, parece ser um monumento roubado de Itu, ou uma engenhoca de higienização de elefantes. Mas não se engane! Essa porcaria é uma autêntica bizarrice de Juiz de Fora!

Made in Itu - SP

O "Chuveirão", como é popularmente conhecido entre os nativos deveria ser um monumento a conclusão de obras de dutos de água...
"As tubulações de água são como as veias do corpo humano, por eles passa a vida" Que lindo.. Snif.. :~(
Mas esperem! Eu li direito? Conclusão das obras da rede tronco central e das adutoras? Em 2002? Curioso... Tal obra tãããão bem feita, que mereceu até um monumento (sic), não foi aquela mesma que explodiu em 2010, tornando Juiz de Fora a Veneza de Minas?



Um monumento (sic) para homenagear uma obra de qualidade duvidosa que explodiu em oito anos de uso?


Mas essa coisa está mais para um entulho no meio da cidade do que para homenagem a qualquer coisa. E para além de ser feio pra caramba, o troço nem funciona...

A única vez que se viu sair água deste estapafúrdio objeto foi na inauguração, quando os nossos “queridos” (e antiiiiiiiiiigos) gênios descritos na placa, representantes do movimento republicando* juizforanos, estiveram presentes para saudar o insaudável. Essa palavra existe? Não importa... olhar para esse troço pode causar náuseas a qualquer um!

Além disso, é simplesmente incompreensível que o BDMG tenha financiado uma coisa dessas... qual é o critério para conseguir financiamento nesse banco afinal? Esse monumento ajuda a desenvolver o quê?

Os estágiários foram a campo e descobriram que esse belezoca custou cerca de R$ 26.000,00. Isso mesmo 26 mil! A prefeitura depois teria tentado revender para uma empresa de lava-jato mas ninguém quis dar nem "10 conto!"

Entrevistamos um turista de Barbacena, cidade reconhecida mundialmente pela sanidade mental de seus habitantes, que afirmou categóricamente: "26 mil? Era melhor terem rasgado o dinheiro!"

Nossos informantes declararam com exclusividade que os executivos do BDMG fizeram um pedido confidencial: “olha, nós financiamos a obra de dutos, mas não ponha o nosso nome nessa placa... vão pensar que nós é que demos dinheiro para construir este, este, este, errr, ahn, monumento... nós só financiamos obras...” As "autoridades" no entanto recusaram o pedido alegando que "Não basta ser pai, tem que registrar..."
Enfim como não diria o locutor: Taí o que você não queria!

13 comentários:

  1. Devo lembrar aos nobres blogueiros que atualmente passamos por obras em nossa cidade, para transformar, caso o ritmo das chuvas continue, nossa metrópole em "Nova Veneza Juiz de Fora".

    ResponderExcluir
  2. o mais interessante é que essa bizarrice é tão feia que tem gente q consegue passar por isso cotidianamente e não registrar a sua presença. tipo minha mãe, jura que nunca viu o chuveiro. E não só ela.
    é praticamente um mecanismo de defesa, o cérebro simplesmente não armazena a imagem do chuveirão. sabe como é, não é mto legal ficar lembrando que nossa cidade tem essa obra de arte, dá vergonhinha.

    ResponderExcluir
  3. vocês estão muito revoltados. ficou tão bonito o monumento!
    e esse negócio de romper uns dutos foi só pra quebrar a rotina de juiz de fora.
    achei esse post muito baixo astral. hahaha

    Gisele

    ResponderExcluir
  4. Estou aguardando posts sobre o pirulito do Parque Halfeld, atualmente acompanhado de uma casquinha de sorvete, ou sobre o menino que empina pipa na independência... Quem sabe um post personalidades da night juizforana, como o bom senhor que vende paçocas? Só não postem sobre o Apriori, por favor! rsrs... ;*

    ResponderExcluir
  5. Pirulito e o chokito (o menino da pipa) já estão na agenda! Aguardem!

    ResponderExcluir
  6. Kkkkkkkkk o chuveirão é o maior dos clássicos monumentos inútes de Juiz de Fora..
    Mas o garoto soltando pipa compete fácil!

    ResponderExcluir
  7. até pq hj não existe pipa mais. agora ele está dando tchauzinho

    Gisele

    ResponderExcluir
  8. SIMPLESMENTE SHOW DE PERERECA!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. @Gisele
    já eu acho que ele não dá tchauzinho. Tá mais pra um gesto tipo: "Me dá um trocado, moço?" hahaha
    Símbolo apropriado dado o abandono de várias faces, difundido na bela Gizdifora.

    ResponderExcluir
  10. Preferia o menino quando ele tinha cabelo rosa e segurava uma ratazana...

    ResponderExcluir
  11. O mais belo monumento à competência da CESAMA só foi desligado por que a água caía na rua.

    ResponderExcluir
  12. Venho por meio desta fazer uma ratificação ao texto acima. Eu, como antigo morador da grande JF, embora hoje expatriado, posso afirmar que o CHUVEIRÃO já jorrou a límpida água dos dutos da CESAMA.
    Era início da década (passada) e as torneiras ao redor do difamado monumento (SIC) gotejavam o líquido sagrado. E, ao menor sinal de vento, molhava qualquer pedestre dsavisado!
    Para corrigir o problema, as autoridades locais resolveram criar um "copo de plástico" ao redor das torneiras, o que tornou o monumento (SIC) algo ainda mais ridicularizado...
    O que fazer então? Cortar o fornecimento de água para tal instalação. Realmente, uma pena...

    Ass: José Araújo

    ResponderExcluir